Porque gestão legal é uma necessidade

Wyvianne Rech

As faculdades de Direito, em geral, possuem em sua grade curricular disciplinas estritamente técnicas, dirigidas ao conhecimento jurídico necessário aos operadores do Direito para atuação nas diversas áreas a sua escolha, mas não incluem em seus currículos matérias com a finalidade de desenvolver competências necessárias para administração de suas atividades.

Não ensinam, por exemplo, como e quando constituir uma sociedade de advogados, o que é necessário para isso, quais as obrigações administrativas e fiscais vinculadas a sua atividade, como administrar agenda, processos e procedimentos, atividades diretas e indiretas da advocacia, selecionar, contratar e coordenar funcionários (advogados e/ou paralegais). Enfim, usualmente formam-se operadores do Direito sem qualquer noção de gestão legal.

Antes mesmo de tratar do porquê é necessário se pensar ou praticar em seu próprio escritório um modelo de gestão legal, eficaz e adequado às suas particularidades, importante ter em mente o que é e o que se compreende por gestão legal.

Quando se fala aqui em gestão legal trata-se simplesmente de gestão voltada a escritórios de advocacia e/ou departamentos jurídicos, uma gestão que compreenda seus aspectos estratégicos, de pessoas e processos, com atenção às peculiaridades institucionais e da própria atividade fim.

Não se afirma, com isso, a existência de um único modelo de gestão para a área jurídica, mas sim o pressuposto (universal) de que para o seu desenvolvimento e sucesso profissional é necessário saber admnistrar e gerir seu negócio. O "como" administrar e gerir é que vai se preocupar em atender às necessidades particulares de cada realidade, sendo que essa adequação à demanda específica é essencial para a implantação e sucesso do modelo gerencial. Mas e por que gestão legal é uma necessidade?

Já se afirmou anteriormente que saber gerir seu negócio é essencial para o desenvolvimento e sucesso profissional. Este certamente é o objetivo macro e justifica a importância da gestão legal. Mas por que gestão legal é uma necessidade para se alcançar o referido objetivo?

Em primeiro lugar, porque está intimamente ligada a tomada de todas as decisões.

Decisões essas relacionadas, por exemplo, à necessidade ou não de setorização de atividades, à revisão de procedimentos de acompanhamento processual, ao faturamento, à necessidade ou não de contratação de pessoal: "preciso de uma secretária, de um estagiário, de um advogado?". Quais dados fundamentam essa escolha? Percepção individual, hábito ou informações concretas relativas a quantidade e tempo de duração dos processos, das atividades, capacidade produtiva dos colaboradores?

A resposta a essa questão já dá indícios da utilidade e importância de um modelo gerencial. Quanto mais as decisões forem pautadas em informações coletadas e agregadas ao conhecimento da atividade mais profissional e assertiva ela será.

O conhecimento sobre a necessidade da empresa, dos setores jurídicos e/ou paralegais, com a identificação das funções, atividades e quais as competências/habilidades necessárias às pessoas que as desempenham esclarecem quais serão as melhores opções para cada realidade ou demanda, como gerir as atividades, como motivar as pessoas a alcançarem os resultados finais estabelecidos.

Uma gestão adequada ao planejamento e objetivos do escritório, com atenção aos recursos humanos e materiais, promove o conhecimento e aprimoramento do negócio, com informações necessárias ao desenvolvimento deste.

CW Gestão Legal
Rua Fernandes de Barros, 1888-2 • Alto da XV
Curitiba • Paraná • 80040-450
Fluxo